Faça uma doação ao Blog PTlhando New's

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

@@@ Por quê votar em Dilma 13?



O meu desejo é tecer breves conceitos para colaborar no momento político brasileiro, porém através destes desenvolver e interpretar os movimentos da sociedade com o objetivo de contribuir com o discurso democrático em pauta. As duas candidaturas DILMA/LULA e SERRA/FHC são representações desenvolvidas e organizadas através de projetos que representam grupos sociais diferentes.

DILMA representa a continuidade das mudanças que favorecem todas as classes, bem como a legitima representação dos movimentos sociais do Brasil. Já a outra candidatura, a de SERRA, representa o retorno de um projeto das elites nacionais e internacionais, que tem afinidades com as dinâmicas do capital concentrador e excludente socialmente, ou seja, a representação do agrupamento da renda e a negação de sua repartição de forma justa e igualitária.

A soberania popular em pauta nos garante as mudanças por meio das possibilidades democráticas. Não existe outra forma na atual conjuntura mundial em jogo, o que permanece hoje são relações de poder e de dominação, que para o modelo concentrador não é interessante perder o domínio das massas. Atualmente, o representante do poder mundial é SERRA. As mudanças brasileiras só ocorrem com o atendimento aos marginalizados e despossuídos do país, que se completam como as transformações econômicas, sociais, ambientais e culturais, sendo DILMA a verdadeira representação das mudanças coletivas.

As possibilidades de continuidade das mudanças são representadas pelo processo democrático, bem como a ocupação dos espaços através da sociedade representativa. Quem tem esta característica é o projeto de governo da candidata DILMA. Por outro lado, o projeto de governo do candidato SERRA representa a preservação do modelo dominador, excludente e por tabela a volta da velha guarda que atrasou o país por muitos anos, inclusive através de ditaduras, asfixia e o silenciar dos atores sociais representativos do processo popular em curso.

Além disso, a estabilidade democrática da América Latina no projeto SERRA fica comprometida, visto que a hegemonia do modelo das representações do capital tem como propósito o controle dos espaços. O Brasil é a representação máxima em termos estratégicos para a dominação e o desenvolvimento de atitudes antidemocráticas, anti-sociais e de controle dos intérpretes sociais regionais. Ao mesmo tempo é importante fazer comparativos dos resultados entre os oito anos do governo FHC/SERRA e o governo LULA/DILMA. Com esse comparativo deixa claro quem tem condições de desenvolver um plano de Estado com crescimento social, este projeto é garantido com DILMA na Presidência.

É importante observar quem representa quem nesse processo. Este é o momento de entender que as candidaturas não são iguais, os projetos e as práticas de governo são diferentes. A candidatura da presidenciável DILMA tem consigo a confiança da continuidade das mudanças, que possibilita construir uma sociedade cidadã, justa e respeitada. A CANDIDATURA DILMA É A QUE MAIS SE ASSEMELHA COM OS BRASILEIROS.

Dr. Fiorelo Picoli - Professor da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT, Campus Universitário de Sinop/MT. Doutor em Administração e Direção de Empresas pela Universidade de León – Espanha.

Enviado por: Célio / Júnior:

Nenhum comentário:

Postar um comentário